Amor

por Viviane Gago

All You Need is Love ( Beatles, música lançada em 1967)- Tradução livre. Essa canção é considerada uma máxima universal e atemporal.

“Tudo o que você precisa é

Amor Amor, amor, amor
Amor, amor, amor”

Falar de amor, definir o que é o amor, trata-se de grande desafio, pois para cada pessoa, o amor pode significar algo diferente.

O tema também é amplo, vez que há vários tipos e formas de amar: amor entre pais e filhos, amor entre irmãos, amor entre amigos, amor entre pessoas desconhecidas, amor entre homem e mulher, amor entre homens, amor entre mulheres e assim por diante.

Entendo que é quase unânime que o amor é o sentimento mais importante para os seres e, ao meu ver, é o que está faltando no Mundo! Digo quase, pois, em se tratando de seres humanos, as coisas nunca são tão simples.

Desde que me conheço por gente, observo que a grande maioria das pessoas quer e necessita de amor. Amor com equilíbrio é fórmula de sucesso! Falta ou excesso de amor geram resultados ruins, isso é fato e há vários exemplos todos os dias para serem vistos e não repetidos.

Já viram aqueles pais que, por excesso de amor, criam os filhos em uma bolha ou uma redoma? O resultado que se verifica deste tipo de criação é o comportamento disfuncional das crianças, posteriormente, adolescentes e, mais tarde, adultos, metaforicamente falando, que ficam emocional e comportalmente “mutilados”; pessoas sem iniciativa, sem força para lutarem e irem atrás do que querem e acreditam… A vida não é pai e mãe. A vida não poupa ninguém. Lembram daquele ditado: “Educar também é saber frustrar”? Acredito muito nele.

Criar o filho para o Mundo! Será que a sociedade atual está fazendo isso? Outro dia, li um artigo muito bom que mencionava que hoje as crianças falam com maestria em ações sustentáveis, preservação do meio ambiente; porém, não sabem e não fazem nenhuma atividade em casa que já lhes deem o sentimento de responsabilidade e contribuição, que entendo ser de relevante importância para a preparação do que encontrarão na vida em sociedade, como exemplo: arrumarem seu próprio quarto, manterem as coisas organizadas, terem iniciativa e solicitarem sozinhos uma informação etc.. Tão expandidos para algumas coisas e sem nenhuma capacitação para se comunicar ao vivo e em cores, até mesmo para se relacionarem. Entendo que, indiscutivelmente, o amor começa em casa. Pais e mães amorosos , na maioria dos casos criam filhos igualmente amorosos e bem estruturados. Famílias que se respeitam, com diálogo e genuíno interesse uns nos outros, é um dos maiores tesouros que alguém pode ter nessa vida. Saber que nunca estamos sozinhos e podemos contar com essa estrutura familiar é algo maravilhoso.

Sempre me senti muito segura a esse respeito. Lembro como se fosse hoje, quando me casei, meu pai me chamou; e abro um parênteses para dizer que meus pais sempre amaram o meu marido, e me deu a chave da casa dele, dizendo que torcia para eu ser extremamente feliz, porém, se eu precisasse de algo ou alguma coisa desse errado, a casa dele e da minha mãe seria sempre minha! Não preciso dizer mais nada né! Nessa fórmula de criação dos meus pais sempre teve apoio, amor, compreensão, diálogo, visão real sobre a vida e espaço para que nos tornássemos independentes e buscássemos os nossos objetivos. Isso traz uma paz enorme para qualquer pessoa. Ter este apoio foi um privilégio que demonstro, como exemplo, com muito orgulho. E o amor entre dois adultos, gerando filhos ou não, e que impactam diretamente na qualidade do meio social? Li recentemente um livro que ganhei de aniversário de uma amiga mais que especial , cujo título é: “As cinco linguagens do Amor de Gary Chapman”, como expressar um compromisso de amor a seu cônjuge.

É interessante a abordagem e recomendo a leitura, entretanto, gostaria de observar minha experiência da vida real nesse tema, o que sei é que assim que encontrei o meu par nessa vida algo , um sentimento diferente aconteceu e reconheci que era ele quem me acompanharia nessa viagem que é a vida; e desde esse momento, cuidamos mutuamente um do outro, mantendo e fazendo a manutenção constante dessa relação, que, para nós, trata-se de outro tesouro, pois existe respeito mútuo, amizade, chama erótica, cumplicidade, bem querer, admiração , aprendizados recíprocos , o olhar lado a lado para a mesma direção e por aí vai.

Não sei ao certo, se esse nosso encontro foi fruto de sorte, de destino, das forças do Universo, ou da nossa construção e doação de tempo, emoção e dinheiro, ainda, não sei se é tudo isso junto e misturado, porém, tem sido uma fórmula de amor muito rica e gratificante.

Assim como a vida no geral, mesmo na nossa relação a dois, estamos passando nossa caminhada juntos com muito mais flores que espinhos, porém, os espinhos foram substancialmente difíceis e tal fato nunca nos distanciou do amor que sentimos um pelo outro; muito pelo contrário, os espinhos nos tornaram muito fortes, mais amorosos e o amor só cresce. Moral da história: mesmo com turbulências graves no caminho, sempre voltamos para o nosso Amor.

Entendo que, quando se fala de relação a dois, flexibilidade, tolerância, entender a linguagem do outro e doação, são sólidos alicerces de um relacionamento com qualidade; bem como amar a humanidade do outro, o aprendizado constante e mútuo; enxergar as diferentes perspectivas de cada um como verdadeiras riquezas para expandir e para evoluir. É não olhar só para si, é olhar verdadeiramente para o outro e suas necessidades e ficar feliz com a felicidade dele ou dela. O amor afasta o egoísmo.

E falar do amor pelos irmãos, pelos amigos e pelas pessoas no geral? No meu caso, amor do meu irmão e da minha irmã sempre representou apoio verdadeiro, ajuda na organização das minhas emoções e ideias é como se eles fossem uma ponte que me leva sempre para um lugar melhor. É maravilhoso sentir o amor crescer mais e mais dentro de nós, ter amor e bem querer para com todos que cruzam o nosso caminho. Ter um bem querer e a vontade de fazer a diferença positiva na vida das pessoas e integrar mais e mais a corrente do bem, para, se possível, ser um ponto de luz na busca de um ambiente, uma sociedade, um país e um mundo melhor.

Não tenho a ilusão de que seremos um único cenário homogêneo, sem barreiras e sem diferenças, porque sabemos que as civilizações e o início do Mundo sempre foram pautados por diferenças, mas entendo como possível, dentro das diferenças entre os seres e países, praticarmos o respeito e o amor!

E você, tem seus tesouros de amor?
E você, também transborda o amor para si e as demais pessoas?
Desejo que todos tenham muito amor e respeito na caminhada!
Desejo mais AMOR no Mundo! Afinal, todos precisamos e querermos Amor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat